Hoje é: terça-feira 23.05.2017

China modifica legislação sobre controle dos nascimentos e campos de trabalho

2014-01-08

A China oficializou neste sábado, 28 de Dezembro, o fim da política de controlo da natalidade introduzida no final da década de 70, com a aprovação pelo Congresso Popular de uma resolução que autoriza os casais compostos por filhos únicos a ter dois filhos – refere a edição on line do semanário Expresso.

A reforma já tinha sido anunciada em Novembro, após a conferência dos dirigentes do Partido Comunista Chinês, mas só hoje foi formalmente convertida em lei. A mudança prende-se com a quebra demográfica que levou a uma diminuição da população activa e um aumento dos idosos – em 2050 mais de 25% da população terá mais do que 65 anos, segundo as projecções.

A resolução prevê uma alteração gradual do sistema de controlo da natalidade, que durante décadas foi denunciado por activistas dos direitos humanos e das mulheres. Segundo várias organizações, a política do filho único forçou muitas chinesas a abortar contra a sua vontade, e também ao infanticídio de muitas meninas por causa da preferência dos casais por meninos (na balança demográfica do país, existe um desequilíbrio de 24 milhões a favor dos homens).
 

Mais: http://pt.radiovaticana.va/news/2013/12/29/china_modifica_legislação_sobre_controle_dos_nascimentos_e_campos_de/por-759622

Copyright © Wydawnictwo Agape Sp. z o.o. ul. Panny Marii 4, 60-962 Poznań, tel./ fax: 61/ 852 32 82 | tel. 61/ 647 26 86